fbpx
Como melhorar a gestão tributária de empresas

Como melhorar a gestão tributária de empresas

De forma prática e objetiva, o artigo de hoje visa trazer ao empresário e aos profissionais da área tributária dicas e insights para melhorar a gestão tributária dentro das empresas. Prever e planejar operações da empresa e seus impactos tributários pode, além de mitigar riscos de autuações fiscais, render boa economia no pagamento de tributos.

Boa leitura!

 

O primeiro passo para melhorar a gestão tributária de empresas

Elencamos abaixo os pontos que julgamos mais importantes nesta jornada:

Realize um Planejamento Tributário

Planejar os impactos tributários antes de iniciar qualquer operação ajuda os interessados a mapearem riscos e oportunidades dentro da legalidade de pagar menos tributos.

O planejamento tributário não envolve apenas a escolhe do regime tributário. Embora este seja um ponto muito importante, é preciso buscar oportunidades além disso. Por exemplo: entender os impactos dos tributos na precificação dos bens e serviços fornecidos, entender e planejar os impactos tributários na aquisição de equipamentos para investimento, entender os impactos tributários na abertura de filiais em outros estados, buscar regimes e incentivos fiscais que podem ser benéficos as atividades.

Estes são alguns pontos pouco explorados pelas empresas atualmente, e são eles que, alinhado a um regime tributário eficiente, garantem que a empresa esteja onerando sua atividade com tributos o mínimo possível.

Acompanhamento das Operações

Acompanhar o planejamento tributário é tão importante quanto planejar. Através do acompanhamento, é possível mensurar se o plano que foi traçado está surtindo os resultados esperados.

No decorrer das operações, pode acontecer de mudarem algumas premissas adotadas na fase de planejamento. O acompanhamento serve justamente para avaliar de que forma tais mudanças impactam o planejamento tributário. As mudanças podem ser positivas ou negativas ao planejamento, assim o responsável, deve avaliar se formas de minimizar eventuais impactos negativos.

Além do acompanhamento do planejamento, é certo também que a empresa deve estar atenta a legislação tributária que, diga-se de passagem, é extremamente complexa e dinâmica no Brasil. Fazer o acompanhamento é estar atento as mudanças, e entender de que forma elas impactam as operações da empresa. Nesse sentido, o profissional deve alinhar tais mudanças ao planejamento executado e as operações do-a-dia para avaliar qual a melhor estratégia a ser adotado para garantir uma operação eficiente.

Auditorias Periódicas como medida de Compliance

Outro ponto muito importante, é garantir que as informações transmitidas ao fisco estejam alinhadas com o estipulado pelos órgãos fiscalizadores. No Brasil, como a gama de obrigações e informações a serem prestadas ao fisco é enorme, a chance de as empresas omitir ou prestar informações incorretas involuntariamente é relativamente alta, o que pode gerar multas fiscais.

Nesse sentido, a execução de auditorias fiscais regulares ajuda as empresas a identificarem e regularizarem eventuais erros, evitando questionamentos e autuações fiscais.

 

– Uso de tecnologia e profissionais capacitados

:A tecnologia, quer sim quer não, veio para ficar. Todos os dias são lançadas ferramentas para diversos seguimentos. Na área tributária não é diferente, ainda mais no cenário tributário brasileiro. O melhor que podemos fazer, é usufruir dos benefícios que ela proporciona. Nesse contexto, as empresas devem investir em ferramentas que facilitem o trabalho da área fiscal, ajudando na identificação de riscos e oportunidades.

 

Outras orientações

Além de todas as práticas listadas, as empresas devem contar com profissionais capacitados para tais atividades. Pouco adianta as empresas disporem das melhores plataformas, se não há profissionais capazes de conduzi-las de forma eficiente.

Também é preciso investir em profissionais especializados, seja capacitando colaboradores, ou contando com ajuda de profissionais externos através de consultorias tributárias.

Conheça um Case de Sucesso de gestão de regime tributário que reduziu os custos empresariais na ordem de R$ 200 mil/ano.

Rafael Ferrinho

Rafael Ferrinho possui mais de 10 anos de experiência no mercado, atuando com empresas pequeno, médio e grande porte de diversos seguimentos. Trajetória nas áreas de contabilidade (IFRS), tributária federal, estadual e municipal, exercendo a revisão na apuração dos tributos diretos e indiretos, efetuando gerenciamento de passivos fiscais, estudos e planejamentos visando a redução da carga tributária, levantamento de créditos tributários, bem como revisão de processos das áreas tributária e de contabilidade com vistas a identificar possíveis ganhos e eficiência entre equipes. Possui expertise em gestão de equipes e gerenciamento de projetos decorrentes do tempo de atuação na área. Siga seu perfil no LinkedIn.

Deixe uma resposta

Fechar Menu